Dicas de como usar o bico pitanga para confeitar

por | fev 20, 2019 | Confeitaria | 0 Comentários

O bico pitanga é um dos preferidos dos confeiteiros, por conta da sua versatilidade. Ele permite fazer detalhes e dar acabamentos bem criativos a bolos de diferentes tamanhos, cupcakes e outras delícias.

Assim como os demais bicos de confeitar, o bico pitanga possui vários tamanhos e aberturas, tornando as ranhuras suaves ou profundas conforme a necessidade.

Existem dois tipos de bico pitanga: o aberto e o fechado. Tradicionalmente, o bico pitanga aberto é usado para criar estrelas e flores. E o bico fechado faz conchas, estrelas e flor-de-lis.

Como usar o bico pitanga

Independentemente do modelo e numeração do bico pitanga, a posição do bico na massa é que vai determinar o desenho a ser criado. Em noventa graus, é possível fazer pequenas pitangas, pontudas ou não, tornando o desenho repleto de belas ranhuras.

Quando o bico pitanga é posicionado de maneira inclinada, ele permite a criação de pequenas conchinhas, mas também permite fazer desenhos contínuos, que formam flores cheias de detalhes. Neste caso, basta segurar o saco de confeitar firme e deixar a massa sair de maneira contínua, enquanto movimentos circulares são realizados.

A posição inclinada também permite fazer acabamentos com caminhos retos ou zigue-zague, cheios de ondas e frisos. As possibilidades são inúmeras!

Por apresentar ranhuras bem interessantes, o bico pitanga dá asas à imaginação do confeiteiro, que se encarrega de encher os olhos dos seus clientes com acabamentos belíssimos, repletos de formatos e tamanhos diferenciados.

Para que o desenho do bico pitanga seja muito bem definido, é importante que a cobertura esteja bem firme, de forma que a temperatura ambiente não comprometa a perfeição do acabamento.

Espero que você tenha gostado do nosso artigo sobre bico pitanga. Fique à vontade para compartilhá-lo em suas redes sociais e continue acompanhando nosso blog para ficar atualizado sobre o doce mundo da confeitaria! Até breve!